Fim

Este texto tem por fim discorrer sobre os usos da palavra “fim”. Busquei a palavra no dicionário a fim de defini-la melhor.

O fim pode ser um limite no tempo, como o “fim do mundo”, o dia em que o mundo deixará de existir (Ailton Krenak tem ideias para adiá-lo). Ou um limite no espaço, como o “fim de mundo”, que é um lugar isolado, o cafundó.

Fim também é sinônimo de ruína e morte. “Dar fim” a alguma coisa é acabar com ela, fazê-la sumir. Daquilo que desapareceu, perguntamos “que fim levou?”.

Herdamos todos esses sentidos do latim “finis”, mas outros findaram. Como o de “grau supremo”, “cume”, “a parte mais perfeita de alguma coisa”, que faz lembrar do “acabamento”, um “aperfeiçoamento”.

Hoje, “ser o fim” não tem nada de positivo. Pelo contrário: é ser extremamente desagradável ou difícil de suportar, “o fim da picada”. Na tradução do Millôr, “the end of the snake-bite”.

Por falar em inglês, “end” vem do mesmo lugar que as nossas preposições “ante”, “diante” e “perante”. Quem chega ao fim da linha está diante de um abismo. Ou do começo de alguma coisa nova.

A música de Marcelo Janeci, Paulo Neves e José Miguel Wisnik diz assim:

A gente é feito pra acabar

Ah Aah

A gente é feito pra dizer

Que sim

A gente é feito pra caber

No mar

E isso nunca vai ter fim

*

Este é o último verbete da coluna “Léxico”. Agradeço demais ao José Orenstein pelo convite e pela melhor edição. Ao Nexo pela acolhida em 2019, esse ano sem fim. E aos leitores das segundas.

Sofia Mariutti é poeta e tradutora. Trabalhou como editora na Companhia das Letras entre 2012 e 2016. Em 2017, lançou pela Patuá a reunião de poemas “A orca no avião”, seu primeiro livro. Mestranda em literatura alemã pela USP, trabalha em 2019 na tradução da biografia de Franz Kafka para a editora Todavia.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante?

Entre aqui

Continue sua leitura

Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: