Dis·cur·so

O discurso corre. Vem do verbo latino “discurrere”, “correr por”, “apressar”, “seguir um curso”. O discurso é como um rio. Seu “curso” veio do latim “cursus”, uma corrida. O termo se espalhou por expressões como “letra cursiva” (aquela onde uma letra corre para alcançar a outra) e “curriculum vitae” (a corrida, ou curso, de uma vida).

“Currere" vem do protoindo-europeu “*kers-”, que também significa “correr”. Está na origem, por exemplo de “carrus”, uma espécie de carrinho de duas rodas que os celtas usavam em combate. De “carrus" vieram não só os nossos “carros" modernos, mas também o verbo “carregar”. E “carregar”, por sua vez, deu em “caricatura”, o desenho onde, por assim dizer, carrega-se nas tintas.

Coisas que vêm correndo ao nosso encontro são “ocorrências”, de “ob” + “currere”, “correr em direção a”, “correr contra”. A corrida do “discurso”, porém, corre solta, para fora de nós. O “dis” que prefixa o verbo “currere” faz as coisas se separarem, como em “discutir”, do latim “discutere”, “chacoalhar as coisas até que elas se separem”. Esse pequeno prefixo “dis” também pode fazer as coisas ficarem erradas, como em “desastre”, que veio de “dis” + “astro”, estar sob influência de uma “estrela má”.

O céu estrelado é uma forma de discurso. Pelo menos para os romanos, que liam as estrelas. É por meio dessas leituras que temos palavras como “considerar”, isto é, “estar de acordo com as estrelas”, “estar atento a elas”. Veio de “com” + “sidus”: “com a estrela”, “com o corpo celeste”. Desastres, considerações, e nossos desejos. Estes últimos são “de” + “sidere”, “das estrelas”. Correm com o curso dos céus.

Sofia Nestrovsky é mestre em teoria literária pela USP e colabora para revistas como Piauí, Quatro cinco um e Cult.

Os artigos publicados pelos colunistas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam as ideias ou opiniões do Nexo.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante?

Entre aqui

Continue sua leitura

Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: