Ir direto ao conteúdo

Você conhece estas cineastas brasileiras? Faça o teste

Lançado em 2019, livro ‘Mulheres atrás das câmeras – As cineastas brasileiras de 1930 a 2018’ conta a história de figuras de destaque do cinema nacional contemporâneo e do passado

     

    Nas primeiras décadas do século 20, antes de o cinema se tornar uma grande indústria, várias mulheres ao redor do mundo se lançaram a experimentar potencialidades do meio. Muitas dessas pioneiras foram apagadas da história, mas têm sido resgatadas por outras mulheres, que lutam para inscrevê-las em uma história do cinema mais igualitária.

    O mesmo vale para a história do cinema brasileiro, que conta com pioneiras arrojadas e inventivas, mas pouco conhecidas hoje.

    A produção das cineastas brasileiras é historicamente marcada por descontinuidades e desigualdades, mas tem crescido em volume, principalmente a partir dos anos 2000. O número de filmes dirigidos por mulheres no Brasil saltou de 19 em 2005 para 36 em 2010 e continua crescendo.

    Lançado em 2019 pela editora Estação Liberdade em parceria com a  Associação Brasileira de Críticos de Cinema, o livro “Mulheres atrás das câmeras – As cineastas brasileiras de 1930 a 2018” passa por pioneiras e cineastas brasileiras ainda em atividade, tematizadas em uma coleção de 27 textos e reunidas em um “pequeno dicionário das cineastas brasileiras”, organizado ao fim da edição.

    Com base no livro, o Nexo testa, abaixo, seus conhecimentos sobre o cinema brasileiro feito por mulheres neste período de mais de 80 anos.

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!