Ir direto ao conteúdo

Qual ministro do Supremo disse isto sobre a Lava Jato?

Faça o quiz e veja se consegue associar corretamente cada ministro a uma opinião sobre a maior operação anticorrupção do Brasil

     

    O Supremo Tribunal Federal impacta de forma crescente a política nacional desde a Lava Jato. Deflagrada em março de 2014 em Curitiba, a operação que revelou um megaesquema de corrupção na Petrobras chegou a Brasília no ano seguinte.

    Grandes empresários e as mais altas autoridades do Brasil passaram a ser investigados ou julgados criminalmente. Donos de empresas, sem foro privilegiado, na primeira instância. Deputados federais, senadores, ministros e até um presidente da República, com foro privilegiado, no Supremo.

    Com grande repercussão política, a Lava Jato recebe na comunidade jurídica tanto elogios, por mudar um histórico de impunidade, quanto críticas, por usar métodos questionáveis. Esse embate de visões se reflete, também, dentro do próprio Supremo.

    A partir das decisões judiciais e posicionamentos públicos, a composição atual do tribunal se divide, em linhas gerais, entre ministros “garantistas” — que dão mais peso à garantia dos direitos individuais diante da ação punitiva do Estado — e “lavajatistas” — apoiadores da operação e de seus métodos. Atualmente, 9 dos 11 ministros estão no tribunal desde o início da Lava Jato.

    Julgamentos criminais são uma função atípica do Supremo, que tem como atribuição principal resguardar a Constituição. Isso se aplica à Lava Jato, por exemplo, quando o Supremo analisa casos de quem tem foro privilegiado ou quando decide sobre garantias individuais de outros alvos, a partir de recursos de quem está em instâncias inferiores.

    O Nexo preparou um quiz sobre frases ditas por ministros a respeito da Lava Jato. Tente associar cada uma delas ao ministro do Supremo que a pronunciou publicamente. Boa sorte!

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!