Ir direto ao conteúdo

Você conhece os heróis do Panteão da Pátria? Faça o teste

No Livro de Aço constam nomes de brasileiros ilustres. Teste seus conhecimentos sobre essas figuras históricas do país

O Brasil possui um panteão. Ou seja, um monumento dedicado a figuras ilustres da história do país. Ao contrário dos panteões clássicos, que adquiriram o sentido atual na Europa do século 16, o brasileiro não abriga restos mortais das pessoas homenageadas.

O nome oficial é Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em homenagem ao primeiro presidente civil (eleito indiretamente, ou seja, pelo Congresso da época) após a ditadura militar (1964-1985), mas que morreu antes de tomar posse.

O Panteão da Pátria se encontra em Brasília, na Praça dos Três Poderes. Foi inaugurado em 1986, ano seguinte à morte de Tancredo. De autoria do arquiteto Oscar Niemeyer, o conjunto remete a uma pomba, símbolo da paz e liberdade.

Dentro do conjunto consta o Livro de Aço, ou Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria. É ali que estão escritos os nomes dos homenageados. Ser incluído no livro é receber um reconhecimento formal do Estado brasileiro de grandes feitos para o país.

O registro busca preservar a memória de figuras “que tenham oferecido a vida à pátria, para sua defesa e construção, com excepcional dedicação e heroísmo”. Mais de 40 pessoas já foram homenageadas no livro. Para incluir um nome é necessário aprovar um projeto de lei no Congresso. O homenageado precisa ter morrido há pelo menos 10 anos.

Alguns desses brasileiros costumam constar no ensino das escolas e são mais conhecidos. Outros, não. Veja se você consegue acertar de qual herói ou heroína do Livro de Aço estamos falando, a partir de um feito dessa pessoa:

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!