Ir direto ao conteúdo

Você conhece os clássicos da literatura brasileira? Faça o teste

As primeiras frases de um livro dão o tom de uma história e fornecem pistas sobre o estilo de um autor. Você é capaz de identificar o romance pelo seu começo?

 

“Todas as famílias felizes se parecem, cada família infeliz é infeliz à sua própria maneira.” É assim que Liev Tolstói abre “Anna Kariênina”, livro de 1877. Com essa frase, acabou abrindo também uma fila de admiradores – e imitadores – de como se começar um romance.

Anos mais tarde, foi a vez de Franz Kafka, com “A Metamorfose”, de 1915, publicar uma das mais conhecidas aberturas de livro: "Quando certa manhã Gregor Samsa acordou de sonhos intranquilos, encontrou-se em sua cama metamorfoseado num inseto monstruoso”.

Poderíamos ainda lembrar da abertura de “Moby Dick”, “Lolita”, “Notas do Subsolo” e dezenas de outros: a lista de inícios clássicos de romances é vasta e há diversos rankings e seleções em sites de jornais estrangeiros. O nome técnico para as primeiras palavras de uma história é “incipit”, termo de origem latina que consta dos dicionários de português brasileiro como o “Houaiss” desde o fim do século 19.

O começo de um romance costuma consumir muita atenção e tempo dos escritores. “A frase de abertura deve convidar o leitor a começar a história. Deve dizer: escuta. Vem cá. Você quer saber sobre isso aqui”, disse o autor de best-sellers Stephen King em entrevista à revista The Atlantic sobre sua particular obsessão com o incipit de um livro. King conta passar semanas, meses, às vezes anos à procura das frases certas para um começo.

Mas e os romances brasileiros? No teste abaixo, selecionamos as primeiras frases de clássicos da literatura nacional. Veja se você é capaz de identificar a qual livro elas pertencem.

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!