Ir direto ao conteúdo

Você sabe o que é verdade e o que é ‘fato alternativo’?

No mundo da pós-verdade, é preciso estar atento a legitimidade das informações; verifique se seu radar está bem calibrado

 

Em 2016, ganhou tração o termo pós-verdade, que, na definição do dicionário Oxford “se relaciona ou denota circunstâncias nas quais fatos objetivos têm menos influência em moldar a opinião pública do que apelos à emoção e a crenças pessoais”. Em outras palavras, a pós-verdade ignora os fatos como eles são para trazer sua própria versão do acontecido, costurada para servir a um interesse.

Essa nova versão ganhou o apelido de “fatos alternativos”, graças a Kellyanne Conway, conselheira do presidente Donald Trump. Em entrevista a uma emissora de TV americana, ela refutou dados sobre o público da cerimônia de posse de Trump, dizendo que o governo trabalhava com “fatos alternativos”. O apresentador interrompeu Conway, dizendo: “Fatos alternativos não são fatos. Eles são falsidades”.

Neste primeiro de abril, quando se celebra a boa e velha mentira, convidamos você a testar seu filtro de fatos. Leia as frases a seguir e julgue se elas se referem a fatos reais ou “alternativos”.

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!