Ir direto ao conteúdo

‘Por que’ ou ‘porque’? Resolva essa e outras ciladas da nossa língua

Falar e escrever o bom português não é tarefa fácil, todos sabemos. Como você se sairia enfrentando pegadinhas do idioma?

Temas
 

Ela faz parte do seu cotidiano, está na placa, na conversa, no rádio, no papel e na tela. Ainda assim – e talvez exatamente por isso –, temos sobre a língua portuguesa dúvidas que se arrastam por anos, cometemos enganos sem nem desconfiar e, por vezes, acertamos sem saber exatamente por quê.

Contribui – inocentemente, é verdade – para o montante de dúvidas e “erros” a implementação do acordo que padronizou a ortografia do idioma entre os países de língua portuguesa (Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, etc), discutido desde 1990, mas cujas regras se tornaram finalmente obrigatórias apenas em janeiro de 2016.

Sobre o problema, há ainda a discussão sobre o que é certo e errado quando o assunto é uma língua viva, atualizada todos os dias por seus falantes. Qual o limite?

“Os debates públicos sobre a língua andam chatos, parecendo diálogos de surdos”, escreve o crítico, escritor e jornalista Sérgio Rodrigues, introduzindo seu livro “Viva a língua brasileira!”. E continua. “De um lado gritam os que defendem por puro reflexo a gramática tradicional (...) Do outro lado, esgoelam-se aqueles que se baseiam nos estudos linguísticos modernos para abrir fogo contra qualquer fumaça de certo e errado.”

Em seu livro, lançado em setembro, Rodrigues propõe um meio-termo, “sem caretice e sem vale-tudo”: apresenta os erros mais comuns, as versões tradicionalmente corretas deles, bem como suas alternativas modernas e plenamente aceitáveis.

Abaixo, em forma de quiz, uma seleção das dúvidas, “ciladas” e curiosidades da língua presentes no livro. Está pronto para se provar?

Faça o teste:

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!