Orçamentos da Capes e do CNPq caíram 73,4% desde 2015

Em 2021, o orçamento empenhado dos dois institutos que fomentam a pesquisa no Brasil é de cerca de 3,6 bilhões. Em 2015, essa soma foi de 13,4 bilhões

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    Somados, a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) tiveram, desde 2015, uma redução real de 9,8 bilhões de reais em seus orçamentos.

    Gráfico sobre o orçamento empenhado para o CNPq e a Capes desde 2000, desde 2015 o gráfico revela uma queda no valor do orçamento e em 2021 atingiu o valor mais baixo da série histórica

    O valor de 3,6 bilhões de reais de orçamento em 2021 representa, já considerando a inflação, uma diminuição de 73,4% com relação ao número em 2015, e é o resultado de sucessivos cortes que ocorreram no segundo governo Dilma e nos governos Temer e Bolsonaro.

    As instituições são as duas principais agências federais de incentivo à pesquisa e à ciência no Brasil. O corte nas verbas, além de interromper pesquisas em andamento, prejudica no longo prazo o desenvolvimento econômico e científico do país.

    93,8% do orçamento da Capes e 70,9% do CNPq são destinados a bolsas de estudo, capacitação, entre outras verbas relacionadas ao fomento da ciência. O restante se refere a pagamento de funcionários e aposentados, gastos administrativos, pagamento de juros e dívidas e gastos com avaliações. Este último grupo de despesas é mais difícil de ser cortado, e sofreu uma diminuição menor, de 28,4% no período.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.