Preço real da carne bovina em SP subiu 83% em 2 anos

Em agosto de 2019, arroba do boi gordo custava em média R$ 172,2 em valores atualizados pela inflação. No mesmo mês de 2021, ela atingia R$ 315,2

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    Em agosto de 2021, a arroba (equivalente a 15 kg) do boi pronto para o abate nas fazendas foi vendida a uma média diária de R$315,2 no estado de São Paulo. O valor, corrigido pela inflação, é 83% maior do que o preço de venda no mesmo período de 2019. A média corresponde aos preços de cinco regiões: Presidente Prudente, Araçatuba, Bauru, São José do Rio Preto e Vale do Paraíba.

    O preço da carne bovina no mercado interno vem subindo nos últimos dois anos, puxado pela alta do dólar e pelo aumento da demanda do mercado internacional. O dólar elevado beneficia as exportações da carne brasileira, mas por outro lado encarece o preço dos insumos.

    Os dados são do Cepea, um centro de estudos da USP (Universidade de São Paulo) que monitora o preço de venda do boi gordo à vista no estado de São Paulo. O indicador serve de base para a liquidação financeira de contratos futuros de boi gordo na B3, a bolsa de valores brasileira.

    A evolução do preço da arroba tem, historicamente, alta correlação com a evolução dos preços de cortes de carne ao consumidor final. Para refletir o impacto no consumo, os valores do gráfico foram corrigidos pela inflação pelo IPCA (índice que mede a variação nos preços ao consumidor) e não pelo IGPM (que mede a variação de preços do mercado).

    Em agosto de 2019, a arroba do boi gordo custava em média R$172,2 em valores atuais. O número é praticamente a metade da média do mesmo mês em 2021, que foi de R$315,2

    Continue no tema:

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.