Brasil tem o melhor desempenho de sua história nas Paralimpíadas

Delegação brasileira conquistou 22 ouros em Tóquio, superando a marca de 21 conquistados em Londres, em 2012. País terminou os Jogos na 7ª posição

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    gráfico com a quantidade de medalhas nos jogos paralimpícos, na edição de 2020, o Brasil conquistou 72 medalhas

    Os Jogos Paralímpicos de Tóquio foram encerrados neste domingo (5), com a melhor participação do Brasil na história. Foram 22 medalhas douradas, uma a mais do que o recorde anterior de 2012. Considerando todos os tipos de medalhas, o país igualou a marca obtida no Rio, em 2016, com 72 pódios.

    Com o resultado, o Brasil terminou a edição de Tóquio na 7ª posição do ranking de medalhas de ouro, mantendo-se pela quarta vez seguida entre os dez primeiros colocados. O país conquistou medalhas em 14 dos 20 esportes em que os 253 atletas brasileiros competiram nos Jogos.

    O atletismo e a natação foram destaques, trazendo mais medalhas nesta edição, com 28 e 23 pódios, respectivamente. As duas modalidades foram as que mais deram vitórias para o Brasil na história.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.