Brasil alcança Europa e EUA no percentual da população com 1ª dose

Até 24 de agosto, 60,1% da população brasileira tinha recebido ao menos uma dose da vacina contra a covid-19. Os totalmente imunizados são 26%

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    O Brasil ultrapassou nesta semana um percentual de 60% de sua população tendo recebido ao menos uma dose da vacina contra a covid-19. O número é maior do que na Europa e similar ao dos Estados Unidos, apesar do atraso na compra de imunizantes e dos ataques do presidente Bolsonaro à vacinação.

    Gráfico de linhas mostrando a evolução da vacinação contra a covid-19 no Brasil, nos EUA e na Europa

    Por outro lado, a porcentagem da população que está totalmente imunizada no Brasil ainda é baixa se comparada com a da Europa e a dos Estados Unidos. Aqui, o número é de 26%, contra 45,7% e 51,2%, respectivamente.

    Considera-se totalmente imunizado quem tomou as duas doses da vacina ou a dose única fabricada pela Janssen. O adoecimento e a mortalidade nesse grupo são significativamente mais baixos.

    Continue no tema:

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.