Ir direto ao conteúdo

A relação entre desigualdade de renda e mobilidade social

Estudo mostra que onde há muita disparidade entre ricos e pobres, a tendência é que mobilidade seja menor e desigualdade se perpetue

MOBILIDADE SOCIAL

Mede quanto a renda dos filhos é impactada pela renda dos pais

DESIGUALDADE

Mede quanto a renda é concentrada. Quanto mais alto o valor, maior a desigualdade. Veja comparação entre 20 países analisados no estudo:

MOBILIDADE x DESIGUALDADE

A tendência é que em países muito desiguais, como o Brasil, haja também pouca mobilidade. Ou seja, se a diferença entre ricos e pobres é alta, a chance de se mudar de classe social é baixa.

POR QUE ISSO OCORRE

Segundo o autor do estudo, o economista Miles Cerak, a mobilidade está relacionada aos estímulos nos primeiros anos de vida, acesso à educação básica de qualidade e investimentos nos filhos. Em países desiguais, a tendência é que filhos de pais pobres não tenham acesso a esses fatores, e tenham poucas chances de ascender socialmente.

 

Fonte: “Inequality from generation to generation: the United States in Comparison”, Miles Corak, University of Ottawa

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

Mais recentes

Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!