Ex-modelo e escritora, Danuza Leão morre aos 88 no Rio de Janeiro

Primeira brasileira a desfilar no exterior e colunista de comportamento em grandes jornais, ela foi vítima de insuficiência respiratória causada por um enfisema pulmonar

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    A ex-modelo e escritora Danuza Leão morreu na quarta-feira (22) aos 88 anos vítima de insuficiência respiratória causada por um enfisema pulmonar. Ela estava internada na clínica São Vicente, localizada na zona sul do Rio de Janeiro.

    Danuza nasceu no interior do Espírito Santo em 1933, mas aos 10 anos se mudou junto com sua família para a capital fluminense. Na década de 1950, iniciou uma carreira de sucesso como modelo. Ela foi a primeira brasileira a desfilar fora do país.

    Danuza também chegou a trabalhar como jurada de programa de TV e atriz. Em 1967, participou do filme “Terra em transe”, de Glauber Rocha. Casou-se três vezes. A primeira com o jornalista Samuel Wainer, fundador do jornal Última Hora. Depois com o cronista e compositor Antônio Maria e, por fim, com o jornalista Renato Machado.

    Iniciou a carreira como escritora no início da década de 1990, estreando com o best-seller como “Na sala com Danuza”, livro de etiqueta lançado em 1992. Venceu dois prêmios Jabuti: um pelo seu livro de memórias “Quase tudo” (2005) e outro por “Danuza Leão fazendo as malas” (2008).

    Com o passar dos anos, também se especializou como colunista de estilo de vida e comportamento, tendo colaborado com os jornais Folha de S.Paulo, O Globo e Jornal do Brasil. Danuza deixa dois filhos: o empresário Bruno Wainer e a artista plástica Pinky Wainer, frutos de seu casamento com Samuel Wainer. O outro filho do casal, Samuel Wainer Filho, faleceu em 1984 após sofrer um acidente automobilístico.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.