Petrobras eleva preços do diesel e da gasolina em até 8%

Aumento é o primeiro desde outubro de 2021. Em um ano, valor da gasolina acumula alta de 77%

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    A Petrobras anunciou nesta terça-feira (11) que aumentará os preços da gasolina e do diesel nas refinarias. O diesel será vendido às distribuidoras 8% mais caro, e a gasolina, 4,85%. Os novos valores passam a valer a partir de quarta-feira (12).

    O preço do diesel subirá de R$ 3,34 para R$ 3,61 por litro, enquanto a gasolina passará de R$ 3,09 para R$ 3,24 por litro — é a primeira alta nos combustíveis em 77 dias. Desde janeiro de 2021, o diesel já subiu 78,71% nas refinarias. No mesmo período, o preço da gasolina acumulou alta de 77,04%.

    “Esses ajustes são importantes para garantir que o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras: distribuidores, importadores e outros produtores, além da Petrobras”, afirmou a companhia em nota.

    A alta nos combustíveis ocorre no momento em que os preços do petróleo Brent são cotados em torno de US$ 82 o barril, com alta de mais de 5% em janeiro. A companhia afirmou ter “compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, acompanhando as variações para cima e para baixo, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato para os preços internos, das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais”.

    Em nota, a Petrobras lembrou ainda que os preços para a gasolina foram reduzidos em R$ 0,10 por litro em 15 de dezembro de 2021 e permaneceram estáveis para o diesel. Disse também que o aumento para as distribuidoras representa apenas parte do preço final nas bombas.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.