Estilista Virgil Abloh, da Louis Vuitton, morre aos 41 anos

Designer que conquistou famosos e jovens ficou conhecido por ser um dos primeiros negros à frente de uma grife de luxo internacional. Ele tratava um câncer no coração

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    Temas

    Morreu neste domingo (28), aos 41 anos, o estilista americano Virgil Abloh, diretor criativo de moda masculina da Louis Vuitton e dono da marca Off-White. A informação foi confirmada em seu perfil nas redes sociais. Abloh tratava desde 2019 um câncer no coração.

    Filho de um casal de imigrantes de Gana, Abloh ficou conhecido por ser um dos primeiros negros à frente de uma grife de luxo internacional. Estava à frente da Louis Vuitton desde 2018, onde produziu linhas marcadas pela mescla de streetwear e luxo, com influências do hip-hop e do graffiti.

    Formado em engenharia civil e em arquitetura, o designer também trabalhou na Fendi, onde nos anos 2000 conheceu o rapper Kanye West, de quem mais tarde se tornaria consultor artístico. Em 2013, criou a Off-White, que se tornou referência para famosos e gerações mais jovens.

    Abloh buscava democratizar a moda. Nos últimos anos, levou a seus modelos mensagens de inclusão racial e de gênero com o objetivo de expandir a popularidade da Louis Vuitton. Seus desfiles eram acompanhados com apresentações de poesia e arte.

    “Não fui feito para um pódio, mas vou projetar um pódio que crie uma mudança no sistema”

    Virgil Abloh

    designer americano, em entrevista em junho de 2020

    Bernard Arnault, CEO do grupo LVMH, lamentou a morte de Abloh em mensagem no perfil oficial da Louis Vuitton. “Virgil não era apenas um designer genial e visionário, ele também era um homem com uma bela alma e grande sabedoria”, publicou o perfil neste domingo (28).

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.