Duque de Caxias tem 3° vereador assassinado em sete meses

Sandro do Sindicato, do Solidariedade, morreu após ser baleado com tiros de fuzil. Outros dois parlamentares da cidade foram mortos por armas de fogo em 2021

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    O vereador de Duque de Caxias (RJ) Alexsandro Silva Faria, o Sandro do Sindicato, foi assassinado a tiros de fuzil nesta quarta-feira (13). De acordo com o portal de notícias G1, Sandro foi baleado enquanto dirigia sua van e morreu na hora.

    Filiado ao partido Solidariedade, o vereador de 42 anos estava em seu primeiro mandato parlamentar. Ele foi eleito para uma das 29 cadeiras da Câmara Municipal da cidade da baixada fluminense no pleito de 2020, com 3.247 votos.

    Sandro é o terceiro vereador de Duque de Caxias assassinado em sete meses. Em 12 de setembro de 2021, o vereador Joaquim José Quinze Santos Alexandre, conhecido como Quinzé (PL), foi morto a tiros ao descer de seu carro. Ele tinha 66 anos e estava em seu terceiro mandato. A polícia investiga se houve motivação política no assassinato do vereador, que era policial militar reformado.

    Em 10 de março de 2021, outro vereador de Duque de Caxias foi vítima de homicídio. Danilo do Mercado (MDB), de 53 anos, foi assassinado junto com o filho, Gabriel da Silva, de 25 anos. O parlamentar era investigado em inquéritos da Polícia Civil por formação de grupos de extermínio e milícias.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.