Com salários atrasados, jogadores do Cruzeiro anunciam greve

Decisão foi comunicada em carta aberta nas redes sociais. Episódio soma à crise generalizada vivida pelo clube desde 2019

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    Temas

    Os atletas do Cruzeiro anunciaram nesta quarta-feira (13) que irão paralisar suas atividades por causa dos atrasos nos pagamentos de jogadores e funcionários do clube. A decisão foi comunicada em carta aberta nas redes sociais.

    O próximo treino, marcado para a tarde de quinta-feira (14), não deve ocorrer. O movimento dos jogadores tem apoio do técnico Vanderlei Luxemburgo, de acordo com a Rádio Itatiaia. O Cruzeiro ainda não se posicionou sobre o assunto.

    De acordo com o texto redigido pelo elenco profissional masculino, o clube chegou a dever até seis meses de vencimentos em 2021. Segundo o site Globoesporte.com, as pendências não dizem respeito apenas aos pagamentos mensais , mas também ao atraso de férias, 13° salário e FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). As dívidas também se estendem ao futebol feminino, às categorias de base e aos funcionários da área administrativa.

    O episódio se soma à crise generalizada vivida pelo clube mineiro desde 2019. Depois de uma década marcada por conquistas de títulos importantes no futebol masculino, o Cruzeiro se afundou em um quadro de dívidas marcado também pelo rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro e suspeitas de irregularidades na gestão financeira. Em 2021, após 30 rodadas, o time masculino está em 11° na tabela de classificação da segunda divisão.

    O elenco do Cruzeiro não é o único a ter entrado em greve na pandemia, período no qual muitos clubes enfrentam dificuldades financeiras. Desde 2020, casos similares foram registrados com Ponte Preta, São Caetano, Gama e ASA de Arapiraca.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.