Ataque com arco e flecha deixa cinco mortos na Noruega

Autor dos disparos em mercado da cidade de Kongsberg foi preso pela polícia, que investiga se o crime foi um ato terrorista

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    Um homem usando arco e flecha deixou cinco mortos e ao menos dois feridos nesta quarta-feira (13) em um ataque dentro de um supermercado da cidade de Kongsberg, na Noruega. A informação sobre o número de vítimas é da rede britânica BBC.

    O chefe da polícia local, Oeyvind Aas, afirmou que a corporação foi acionada às 18h13 (13h13 em Brasília), logo após ser notificada do crime. Em um comunicado oficial, ele não esclareceu quantas pessoas haviam morrido e apenas disse que “várias pessoas ficaram feridas e várias estão mortas”.

    Um suspeito foi preso e levado para a cidade de Drammen, a 39 km de distância. As autoridades acreditam que o homem tenha agido sozinho e afirmaram que não estão procurando por outras pessoas envolvidas no crime.

    Os motivos por trás do ataque são desconhecidos. A polícia disse ser muito cedo para considerar o ato como terrorismo. “A partir de agora, trabalhamos com o que sabemos: temos feridos, mortos e um suspeito preso”, disse o chefe da polícia local. Agentes de segurança do país, que normalmente não andam armados, foram autorizados a circular portando armas de fogo.

    A Noruega foi cenário de dois atentados terroristas de grandes proporções em julho de 2011, cometidos pelo terrorista norueguês de extrema-direita Anders Behring Breivik. Os ataques mataram 77 pessoas ao todo. Breivik confessou os crimes e foi condenado a 21 anos de prisão.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.