Bolsonaro aumenta IOF para bancar Auxílio Brasil em 2021

Governo federal busca levantar recursos para ampliar número de famílias atendidas por programa social, que deve substituir o Bolsa Família. Arrecadação prevista é de R$ 2,14 bilhões

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    O presidente Jair Bolsonaro editou um decreto nesta quinta-feira (16) que aumenta a alíquota de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) para financiar até o fim de 2021 o Auxílio Brasil, novo programa social do governo que deve substituir o Bolsa Família.

    A medida busca levantar recursos para ampliar o número de famílias que serão beneficiadas pelo governo federal. Hoje, o Bolsa Família contempla 14,6 milhões. O Palácio do Planalto quer que o Auxílio Brasil atenda 17 milhões.

    O aumento das alíquotas de IOF deve entrar em vigor a partir de 20 de setembro para operações de crédito de empresas e pessoas físicas. Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, o aumento será assim:

    • para empresas: de 0,0041% (alíquota anual de 1,5%) para 0,00559% (alíquota anual de 2,04%)
    • para pessoas físicas: de 0,0082% (alíquota anual de 3%) para 0,01118% (alíquota anula de 4,8%)

    Divulgado pelo governo em agosto, o Auxílio Brasil planeja beneficiar famílias em situação de extrema pobreza, com crianças de até três anos e com jovens de até 21, para que permaneçam na escola. Outros auxílios extras estão previstos. Os valores dos benefícios não foram divulgados.

    R$ 2,14 bilhões

    é a arrecadação estimada das novas alíquotas do IOF, segundo a agência Reuters

    O programa é uma das principais apostas de Bolsonaro para melhorar sua popularidade, que atingiu recorde de rejeição, segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (16). Cinquenta e três por cento dos brasileiros consideram seu governo ruim ou péssimo.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.