Governo lança programa habitacional para agentes de segurança pública

Medida provisória assinada por Bolsonaro cria financiamento a profissionais que recebam até R$ 7.000. Valor total a ser disponibilizado no primeiro ano é de R$ 100 milhões

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    Uma medida provisória assinada na segunda-feira (13) pelo presidente Jair Bolsonaro criou o programa Habite Seguro - Programa Nacional de Apoio à Aquisição de Habitação para Profissionais da Segurança Pública, que vai conceder financiamento para a compra de imóveis. São beneficiados policiais (federais, rodoviários e civis), bombeiros, agentes penitenciários e guardas civis municipais, tanto da ativa quanto da reserva.

    As linhas de crédito do programa passam a valer em 3 de novembro. Terão direito a subsídios os profissionais que comprovarem vínculo com órgão de segurança pública; que não ter casa própria e renda mensal de até R$ 7.000. O valor dos imóvel de interesse não pode ultrapassar R$ 300 mil.

    O programa foi elaborado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, com apoio da Caixa Econômica Federal. A iniciativa é mais um aceno de Bolsonaro a policiais, parte da base eleitoral que apoia o presidente. A previsão do governo é disponibilizar R$ 100 milhões em créditos no período de um ano.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.