Atriz Scarlett Johansson processa Disney por quebra de contrato

Estrela de Hollywood alega que a empresa cometeu violação e a prejudicou ao lançar ‘Viúva Negra’ no Disney+ e nos cinemas

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    A atriz americana Scarlett Johansson, estrela do filme “Viúva Negra”, entrou com uma ação judicial contra a Walt Disney Company nesta quinta-feira (29), alegando que a empresa cometeu uma violação contratual ao lançar o filme no serviço de streaming Disney+ ao mesmo tempo em que nos cinemas.

    Mais recente produção da franquia de super-heróis do estúdio Marvel, “Viúva Negra” chegou às salas de exibição em 8 de julho e no mesmo dia ficou disponível na plataforma Disney+ por US$ 30 — no Brasil, o custo do filme no streaming é de R$ 69,90. A Disney começou a testar o plano de duplo lançamento para alguns filmes durante a pandemia de coronavírus, uma forma de também impulsionar seu serviço de streaming.

    A estratégia de duplo lançamento reduziu a compensação de Johansson, de acordo com a queixa apresentada no Tribunal Superior de Los Angeles. Na ação, os advogados de Johansson afirmam que a Disney quis direcionar o público para a plataforma de streaming, “onde poderia manter as receitas para si mesma e, ao mesmo tempo, aumentar a base de assinantes da Disney+, uma forma comprovada de aumentar o preço das ações da Disney”.

    Os representantes da atriz ainda afirmam que a Disney ignorou o contrato com ela com objetivo de ganhar mais dinheiro, enquanto Scarlett Johansson era financeiramente prejudicada. “A Disney quis desvalorizar substancialmente o acordo da Sra. Johansson e, assim, enriquecer”, diz o pedido à Justiça americana. A Disney não se manifestou sobre o caso.

    Continue no tema

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.