Banco americano JP Morgan compra 40% do digital C6 Bank

Transação marca entrada de instituição dos EUA no varejo bancário brasileiro e está sujeita a aprovações regulatórias

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    O banco americano JP Morgan Chase comprou 40% de participação do banco digital brasileiro C6 Bank. A informação foi anunciada nesta segunda-feira (28) pelas instituições, mas o valor não foi revelado.

    O JP Morgan concentra sua atividade no país em empréstimos corporativos e banco de investimento. Com a compra, o banco conquista participação no varejo brasileiro. A medida ainda está sujeita a aprovações regulatórias, segundo o portal Poder360.

    O C6 Bank foi fundado em 2019 por ex-sócios do banco de investimento BTG Pactual, tem sete milhões de clientes e está presente em todos os municípios brasileiros, segundo o comunicado. O investimento do JP Morgan fortalece o C6 Bank na disputa por espaço no mercado de bancos digitais no país, hoje liderado pelo Nubank.

    O C6 registrou prejuízo líquido de R$ 607 milhões em 2020, encerrando o ano com R$ 8 bilhões em ativos. Em dezembro, após captar captar R$ 1,3 bilhão de investidores, o banco foi avaliado em R$ 11,3 bilhões.

    "A parceria com o JPMorgan Chase, líder global em serviços financeiros e um nome confiável no setor bancário de varejo, é uma virada de jogo", disse Marcelo Kalim, CEO e cofundador do C6 Bank.

    Continue no tema:

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.