Como a lei brasileira vê a interferência externa em eleições

Chanceler húngaro teria oferecido ajuda a governo Bolsonaro, segundo relatório interno revelado por jornal. Princípios da Constituição abordam possibilidade ao prever autodeterminação dos povos

O chanceler da Hungria, Péter Szijjártó, teria oferecido ajuda para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2022, durante uma reunião com a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Cristiane Britto, em Londres, capital do Reino Unido, no início de julho. A informação aparece num relatório interno revelado pelo jornal Folha de S.Paulo.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.