O caso do procurador que espancou uma colega em SP

Caso ocorreu em Registro, no interior do estado. Servidor foi suspenso por 30 dias e é alvo de processo administrativo

    A procuradora-geral do município de Registro (SP), Gabriela Monteiro de Barros, foi agredida na tarde de segunda-feira (20) pelo procurador Demétrius Oliveira Macedo. Ele foi preso nesta quinta-feira (23).

    De acordo com a vítima, a agressão foi motivada pela abertura de uma sindicância contra Macedo a fim de apurar a denúncia de outra funcionária da repartição, que alegou que ele apresentou comportamento agressivo no ambiente de trabalho. Macedo foi suspenso de suas funções por 30 dias na terça-feira (21) e o Ministério Público investiga o caso.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.