A plataforma que incentiva a leitura de obras premiadas

Projeto propõe que leitores encontrem suas próximas leituras a partir de obras que receberam honrarias em premiações brasileiras e estrangeiras

O Nexo é um jornal independente sem publicidade financiado por assinaturas. A maior parte dos nossos conteúdos são exclusivos para assinantes. Aproveite para experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos. Junte-se ao Nexo!

    Temas

    A plataforma Livros Premiados cataloga obras brasileiras e estrangeiras que venceram um ou mais prêmios literários. Nela, é possível encontrar mais de 1.000 livros condecorados entre 1956 e 2022, em 13 premiações diferentes.

    A proposta da iniciativa vai na contramão de outros sites que também sugerem leituras. A Amazon recomenda os livros mais vendidos do momento, enquanto a plataforma Goodreads indica livros que sejam similares aos que o leitor já demonstrou ter gostado. A curadoria do Livros Premiados, por sua vez, propõe que os leitores saiam de suas bolhas criadas pelos algoritmos, conhecendo títulos relevantes que tiveram importância em momentos passados.

    Entre os 13 prêmios reunidos na plataforma, dois deles são brasileiros: o Jabuti, o mais tradicional do país, e o da Biblioteca Nacional. Outros três também envolvem a língua portuguesa, mas incluem obras publicadas em outros países lusófonos, como o Oceanos, o Leya e o Camões. A honraria mais famosa no mundo dos livros, o Nobel de Literatura, está entre as oito premiações restantes.

    Além desse filtro, o visitante pode navegar pela plataforma a partir de 17 categorias. Romance, biografia, poesia, ciência, contos e crônicas, ciências e juvenil são algumas dessas classificações.

    Há um destaque especial para os livros que receberam mais de um prêmio entre os listados dentro da plataforma. É o caso de “Torto arado”, de Itamar Vieira Junior, agraciado pelo Jabuti, Oceanos e Leya. Assim como duas obras de Chico Buarque,“Leite derramado” e “Budapeste”, vencedoras dos prêmios Jabuti, Camões e Oceanos.

    O site foi criado há pouco mais de um mês por Lucas Neumann e Guilherme Stoll, que atuam como designer e engenheiro, respectivamente. Ao Nexo, Stoll disse que os dois estão “numa fase de colher feedback dos usuários para priorizar os próximos passos. Um deles é trazer mais informações sobre as premiações e permitir acompanhar novos vencedores de maneira mais fácil”.

    A plataforma também oferece uma newsletter gratuita com atualizações sobre premiações literárias de todo o mundo.

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.