O choque entre quem quer Lula já e quem quer opção à esquerda

Debate iniciado por influenciadora Rita von Hunty dividiu eleitores entre os que defendem dar votos a outros candidatos do campo político e os que veem o apoio ao petista no 1º turno como caminho mais rápido para tirar Bolsonaro do Planalto

    A esquerda está dividida entre aqueles que tentam angariar votos em massa para Luiz Inácio Lula da Silva já no primeiro turno das eleições presidenciais de 2022 e aqueles que defendem, ao menos na primeira etapa do pleito, apoiar um candidato mais à esquerda do ex-presidente petista.

    O choque começou no sábado (7), quando Lula lançou oficialmente sua pré-candidatura, que tem o ex-tucano Geraldo Alckmin, agora no PSB, como vice. A influenciadora digital Rita von Hunty, personagem criada pelo sociólogo Guilherme Terreri, defendeu em seus perfis nas redes sociais um “voto radical à esquerda”, em nomes como Sofia Manzano, pré-candidata ao Planalto pelo PCB (Partido Comunista Brasileiro) e Vera Lúcia, pré-candidata pelo PSTU (Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados).

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.