Quais as respostas do TSE às 7 sugestões das Forças Armadas

Tribunal eleitoral aponta erros e redundâncias em recomendações enviadas por militares a comissão de transparência eleitoral. Retorno se junta a centenas de páginas de explicações dadas a mais de 80 questionamentos

    O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) publicou nesta segunda-feira (9) um documento em que rejeita sete sugestões feitas pelas Forças Armadas para o processo eleitoral de 2022, com justificativas ponto a ponto. O tribunal expôs equívocos em conceitos de estatística citados pelos militares e ressaltou que algumas recomendações repetem medidas já implementadas pela Justiça Eleitoral.

    Representados pelo general Heber Portella, chefe do Comando de Defesa Cibernética do Exército, os militares foram convidados pelo próprio tribunal a integrar a Comissão de Transparência Eleitoral do TSE. Ao todo, as Forças Armadas enviaram 88 questionamentos e sugestões à corte, reproduzindo em vários deles o discurso do presidente Jair Bolsonaro que tenta, sem provas, desacreditar o sistema de votação.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.