Como os lockdowns da China afetam o comércio com o Brasil

País asiático mantém política de tolerância zero com a pandemia. Medidas restritivas impactam a atividade econômica local e global. Veja como exportações e importações brasileiras são atingidas

A China ampliou no final de abril de 2022 as medidas de restrição à circulação em algumas das maiores cidades do país. O governo tenta conter os números cada vez maiores de contágios pela covid-19, sobretudo em lugares como Xangai e Pequim.

A política de tolerância zero com a doença já começa a afetar a economia local e global. A desaceleração da atividade econômica chinesa aparece em diferentes índices locais, enquanto problemas logísticos se acumulam em função das medidas para conter a covid.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.