Daniel Silveira é condenado: por que seu caso é inédito no Brasil

Supremo define pena de 8 anos e 9 meses de reclusão ao deputado que ameaçou ministros do tribunal. Julgamento tenta frear radicalismo bolsonarista estimulado pelo próprio presidente, que decretou perdão a parlamentar um dia depois

    O Supremo Tribunal Federal condenou nesta quarta-feira (20) o deputado Daniel Silveira (PTB-RJ) pelos crimes de coação no curso do processo e incitação de ações para impedir o livre exercício dos Poderes da República. A pena imposta ao parlamentar foi:

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.