Por que o Brasil do pré-sal ainda importa tanto petróleo

Mesmo sendo um dos grandes produtores e exportadores do mundo, país precisa comprar barris e derivados de fora. Petrobras usa situação para justificar política de preços

    O mega aumento promovido pela Petrobras em 10 de março abriu uma crise nos combustíveis e intensificou debates sobre a política de preços da estatal. A empresa acompanha os preços internacionais do petróleo ao definir o valor de venda nas refinarias.

    Uma das justificativas para a política adotada diz respeito à importação de combustíveis no Brasil. Apesar de ser um grande produtor de petróleo e derivados, o país também compra uma quantidade significativa dos produtos de outros países.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.