Por que a Rússia concentra seus esforços em Mariupol

Posição geográfica e importância comercial fazem de zona portuária do sudeste da Ucrânia um dos palcos das batalhas mais sangrentas da guerra

    Após três semanas de guerra na Ucrânia, a cidade portuária de Mariupol se tornou um dos epicentros da ofensiva russa e também um dos principais focos da crise humanitária que assola o país.

    Após semanas de intensos bombardeios aéreos e uma incursão terrestre que avança rua por rua, casa por casa, a Rússia deu um ultimato para a rendição das forças ucranianas presentes na cidade, que foi rejeitado nesta segunda-feira (21).

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.