Como a piora da covid na China mina ainda mais a economia global

Com estratégia de tolerância zero ao vírus, governo confina quase 30 milhões de pessoas e fecha fábricas. Situação gera temores sobre cadeias globais, ao mesmo tempo que alivia petróleo

    A China enfrenta em março de 2022 um avanço da covid-19 no país. Embora os números sejam baixos em relação ao restante do mundo – a média móvel de novos casos diários segue abaixo de 1.000 –, eles representam a maior alta da doença em dois anos, como mostra o gráfico abaixo.

    DESDE 2020

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.