O que é o ‘Pacote do Veneno’. E por que ele ganhou esse apelido

Projeto legislativo flexibiliza trâmites para liberação e registro de novos agrotóxicos. Ambientalistas enxergam mudanças legais com preocupação

    A Câmara aprovou na quarta-feira (9) o Projeto de Lei 6299/2002, apelidado pela oposição de “Pacote do Veneno”. O relator e um dos maiores entusiastas das mudanças propostas pelo texto é o deputado Luiz Nishimori (PL-PR), ligado à bancada ruralista.

    Originalmente apresentado no Senado, o projeto é criticado por ambientalistas. Eles dizem que haverá liberação de agrotóxicos comprovadamente nocivos e cancerígenos. Após os deputados votarem os destaques – partes específicas do projeto –, ele volta para os senadores. Se aprovado, vai para sanção presidencial.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.