A derrota do chavismo em seu berço mais simbólico

Justiça eleitoral manda refazer eleições em Barinas, no oeste da Venezuela, e oposição reverte derrota sofrida em novembro, num estado que é governado há 23 anos por parentes de Hugo Chávez

    Barinas, no oeste da Venezuela, é o estado onde nasceu o ex-presidente venezuelano Hugo Chávez, que comandou o país de 1999 a 2013. É também um estado que foi governado durante 23 anos por membros da família Chávez: primeiro pelo pai do ex-presidente, depois por dois irmãos dele. Mas a eleição deste domingo (9) pôs fim a essa hegemonia chavista, com a vitória do opositor Sergio Garrido sobre o candidato governista Jorge Arreaza.

    A eleição em Barinas ocorreu em novembro de 2021, juntamente com outros 23 estados venezuelanos. Mas ela teve de ser refeita em janeiro de 2022, por ordem da Justiça. Primeiro, o governismo havia ganhado. Com a eleição refeita, a oposição foi quem ganhou, numa reversão de resultados que teve forte caráter simbólico.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.