O saldo da aprovação da PEC dos Precatórios em 4 frentes

Mudanças constitucionais propostas pelo governo e chanceladas pelo Congresso marcam o fim de uma tramitação de quatro meses. O ‘Nexo’ explica os principais pontos do texto e suas implicações

    A Câmara dos Deputados concluiu a aprovação do restante da PEC dos Precatórios na quarta-feira (15). Parte do texto já havia sido promulgada em 8 de dezembro, após aprovação no Senado.

    A PEC dos Precatórios foi enviada pelo governo de Jair Bolsonaro ao Congresso em 9 de agosto. Ela abre R$ 106 bilhões em espaço adicional no Orçamento de 2022, ano em que o presidente tentará a reeleição. A tramitação levou, ao todo, pouco mais de quatro meses, período durante o qual o texto foi alvo de negociações, mudanças e atritos no Congresso.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.