Qual o impacto das renúncias em massa na área da Educação

Órgãos vinculados ao MEC têm debandadas coletivas. Ao ‘Nexo’, especialistas falam sobre os pedidos de profissionais da Capes e do Inep para deixarem suas funções

    Dezenas de pesquisadores renunciaram de suas funções na Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). Até o dia 2 de dezembro de 2021, 80 pesquisadores já haviam pedido para deixar seus postos. A debandada ocorre após uma outra crise, também num órgão da área da educação: o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pelo Enem.

    Os órgãos em questão

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.