A retomada da Cinemateca em meio a incertezas financeiras

Instituição reiniciou atividades de modo emergencial com verba de doação privada, mas contrato com governo federal que prevê R$ 14 milhões anuais ainda não foi assinado 

    Temas

    Depois de quase um ano e meio paralisada devido à crise que culminou com um incêndio no fim de julho de 2021, a Cinemateca Brasileira iniciou em 19 de novembro uma retomada parcial de suas atividades, inicialmente para diagnosticar o estado do acervo e de equipamentos.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.