O que esperar do 1º governo alemão depois de 16 anos de Merkel

Olaf Scholz anuncia coalizão inédita de sociais-democratas com verdes e liberais e deve assumir o comando de uma das maiores potências europeias

    Olaf Scholz deve ser confirmado no dia 6 de dezembro como o novo chanceler da Alemanha. Vencedor da eleição nacional de 26 de setembro, o partido dele, SPD (Partido Social Democrata), de centro-esquerda, anunciou nesta quarta-feira (24) a formação de uma coalizão de governo. A aliança será composta por seu partido, os Verdes e o FDP (Partido Democrático Liberal).

    O governo Scholz será o primeiro depois dos 16 anos de mandato de Angela Merkel, cujo partido, CDU (União Democrata Cristã), terminou a eleição de setembro em segundo lugar, tendo à frente o candidato derrotado Armin Laschet. Scholz foi ministro das Finanças de Merkel e o partido dele fazia parte da coalizão governista anterior, mas rompeu para encabeçar uma plataforma relativamente mais à esquerda em relação ao CDU.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.