O abandono de búfalos em Brotas. E o quadro de maus-tratos no país

Fazendeiro no interior de São Paulo foi multado em R$ 2,1 milhões e preso por falta de cuidados a mais de mil animais, que sofrem com desnutrição e doenças. Ativistas disputam na Justiça guarda do rebanho

Mais de 1.000 búfalos abandonados na fazenda Água Sumida, na cidade de Brotas, tornaram-se centro de uma investigação policial no interior de São Paulo e mobilizaram ativistas, que disputam com o fazendeiro Luiz Augusto Pinheiro de Souza a guarda dos animais.

O caso representa um dos mais graves episódios de maus-tratos contra animais no país, na opinião de organizações que acompanham a situação. Uma parte dos búfalos morreu, enquanto outra está em estado grave de saúde. A polícia de Brotas investiga os motivos do abandono.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.