Quem é o Faraó do Bitcoin que está na mira da polícia

Ex-garçom é suspeito de ter construído um império de investimentos falsos em criptomoedas que movimentou R$ 38 bilhões em seis anos

    Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como “Faraó do Bitcoin”, está na mira da Polícia Civil do Rio de Janeiro. Na quarta-feira (27), a 126ª DP indiciou Santos por suspeita de que ele tenha sido o mandante de um atentado contra Nilson Alves da Silva, que também trabalha com criptomoedas.

    Ex-garçom, o Faraó do Bitcoin ganhou notoriedade nacional em agosto de 2021, quando foi indiciado pela Polícia Federal por comandar um esquema de pirâmide envolvendo criptomoedas, movimentando bilhões de reais desde 2019.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.