O que Ciro ganha ao concentrar ataques no PT e em Lula

Pré-candidato a presidente pelo PDT investe no antipetismo a um ano das eleições. O ‘Nexo’ ouviu analistas sobre a estratégia

    Dias após propor uma “trégua de Natal” entre setores da oposição por uma unidade contra o presidente Jair Bolsonaro, Ciro Gomes voltou a atacar o PT e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A um ano das eleições de 2022, o pré-candidato a presidente pelo PDT dobrou a aposta no antipetismo. Em menos de uma semana, numa sequência iniciada na segunda-feira (11), ele disse que:

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.