Como artistas irão participar da disputa eleitoral de 2022

Supremo mantém veto a ‘showmícios’, mas permite eventos musicais para arrecadação de fundos de campanha

    A participação de artistas em eventos de arrecadação de fundos para as campanhas eleitorais de partidos e de políticos foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira (6). As apresentações artísticas, porém, não poderão ocorrer junto com comícios, como já determina a legislação das eleições desde 2006.

    O julgamento aconteceu faltando pouco menos de um ano das eleições gerais de 2022 e já valerá para a disputa, conforme decidiu a maioria dos ministros. Foi uma resposta do tribunal a uma ação dos partidos PSB, PSOL e PT, que pediam também a volta da possibilidade de realização dos chamados “showmícios”, mistura de comícios eleitorais com apresentações artísticas. Esse ponto, no entanto, não foi aceito pelos ministros.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.