Por que a crise da Evergrande gera temor para a economia global

Risco de calote da gigante do setor imobiliário da China derruba mercados pelo mundo. O ‘Nexo’ explica a trajetória da empresa e por que seu colapso pode gerar um efeito cascata mundial

    Uma das maiores empresas da China está em colapso em meio aos temores de calote. Na segunda-feira (20), a Evergrande, gigante do setor de construção civil, viu suas ações caírem ao nível mais baixo em 11 anos na bolsa de Hong Kong – há risco de falência.

    DERRETIMENTO

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.