Como o aumento do IOF enterra mais uma promessa de Bolsonaro

Presidente assina decreto subindo as alíquotas do Imposto sobre Operações Financeiras até o final de 2021. Medida busca compensar aumento de gastos com novo programa social

    O presidente Jair Bolsonaro assinou na quinta-feira (16) um decreto determinando o aumento do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). A medida vale a partir da segunda-feira (20) e vai até o final de 2021. O aumento ocorrerá da seguinte forma:

    • Para empresas: de 0,0041% ao dia (alíquota anual de 1,5%) para 0,00559% ao dia (alíquota anual de 2,04%)
    • Para pessoas físicas: de 0,0082% ao dia (alíquota anual de 3%) para 0,01118% ao dia (alíquota anual de 4,8%)

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.