O museu virtual que compartilha memórias do Rio de Janeiro

A fim de resgatar e valorizar a história da cidade, projeto organiza episódios marcantes em linha do tempo, galerias de imagens e sons

    A história do Rio de Janeiro começa com Gaspar de Lemos, um navegador que avistou a baía oceânica de Guanabara, em 1502, mas a cidade só seria fundada em 1565, por Estácio de Sá, um militar português que batizou tais terras de São Sebastião do Rio de Janeiro. A partir de então houve conflitos com indígenas, a vinda da família real, escravização de africanos, epidemias e diversos outros fatos que são registrados pelo museu virtual Rio Memórias.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.