O caminho do governo até a definição do Auxílio Brasil

Bolsonaro entrega proposta de novo Bolsa Família ao Congresso. O ‘Nexo’ relembra como os programas de transferência de renda apareceram na agenda do presidente desde as eleições de 2018

    O presidente Jair Bolsonaro entregou ao Congresso na segunda-feira (9) a Medida Provisória para criar o Auxílio Brasil, programa que substitui e amplia o Bolsa Família. Depois, o presidente também apresentou uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para autorizar o parcelamento de precatórios, dívidas judiciais do governo. Ao parcelar essas dívidas, o governo pretende abrir espaço no Orçamento para bancar o Auxílio Brasil.

    A substituição e expansão do Bolsa Família é uma das principais promessas de Bolsonaro para 2022, ano eleitoral. Desde junho de 2020, o governo federal vem tentando emplacar um novo programa social, mas sempre esbarrou na origem dos recursos. Os valores do Auxílio Brasil ainda não estão decididos, dada a indefinição sobre o financiamento do programa.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.