As marmitas na cracolândia e a busca por soluções

Padre Júlio Lancelotti relatou proibição da PM de São Paulo durante ação humanitária. Deputada estadual Janaína Paschoal elogiou a ação policial

    Segundo o padre Júlio Lancelotti, a Polícia Militar de São Paulo barrou a distribuição de marmitas na cracolândia, no centro da capital paulista, no sábado (7).

    Padre Júlio é conhecido por suas ações humanitárias que mais de uma vez já o levaram a ter conflitos com o poder público. A proibição da PM foi elogiada pela deputada estadual Janaína Paschoal (PSL), gerando uma discussão no Twitter. A cracolândia, região que concentra usuários de drogas e trabalhadores do sexo, é um problema que persiste por décadas.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.