O casamento de Bolsonaro com o centrão em 4 atos

Mudanças aventadas pelo governo, como recriação de ministério e Casa Civil com nome forte do grupo parlamentar, são capítulo mais recente de relação que contraria discurso bolsonarista mas se tornou crucial para sustentação do presidente 

    O presidente Jair Bolsonaro vem fazendo mudanças no alto escalão do governo, “para continuar administrando o Brasil”. A afirmação foi feita durante entrevista à rádio Jovem Pan Itapetininga em 21 de julho, e aprofundada em declaração à rádio Banda B do Paraná no dia seguinte.

    O presidente disse que recriará o Ministério do Trabalho com o nome de Ministério do Emprego e Previdência, designando Onyx Lorenzoni para assumir a pasta. A vaga do atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência será assumida pelo titular da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, que por sua vez cederá espaço para o senador Ciro Nogueira (PP-PI), do centrão.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.