As opções de Bolsonaro diante do fundo eleitoral. E o seu discurso

Presidente tem até o dia 6 de agosto para vetar, sancionar ou pedir mudanças em texto aprovado pelo Congresso com apoio de sua base. Mecanismo prevê R$ 5,7 bilhões em verba pública para campanhas

    Após repercussão negativa da aprovação do Fundo Especial Eleitoral no Congresso em 15 de julho, o presidente Jair Bolsonaro declarou em entrevista à TV Brasil na noite de segunda-feira (19) que vetará o fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões. Ele reforçou a informação na noite desta terça-feira (20) em seu perfil no Twitter e disse que tomará a decisão ''em respeito ao povo brasileiro''.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.